meditação mindfulness: passo a passo para esse ato de autocuidado

meditação mindfulness: passo a passo para esse ato de autocuidado

não sei se você já ouviu falar, mas a palavra mindfulness vem bombando em tudo o que é blog e vlog de lifestyle. apesar de ser meio estranhinha, o seu significado é simples - “mindfulness” é o ato de focar no presente ⏰


vamos combinar, esse ato é um pouco complicado, ainda mais em tempos incertos como esse, em que estamos super preocupadas com o que o futuro traz e nostálgicas do nosso passado mais livre. bem parecida com o slow living, é aí que a meditação mindfulness se faz ainda mais importante. ela nos ajuda a criar raízes no agora e contribui com a manutenção da sanidade que estamos perdendo aos pouquinhos. eu quero isso pra mim - e você? 🥰


pronto! vamos entender melhor o que é essa danadinha. 


o que é a meditação mindfulness?


primeiramente, o que ela não é: algo estranho e distante que só monges fazem no topo das montanhas 🧘🏿‍♂️

esse tipo de meditação, como o nome sugere, é como um estado mental. quando conseguimos chegar nele, reconhecemos e aceitamos o presente - na forma dos nossos sentimentos, pensamentos, e sensações (físicas ou não). nesse estado, não somos juízes ou carrascos. nele, perdoamos tudo: afinal, tudo o que pensamos e sentimos muda e passa em fração de segundos, né? 

 

por onde começar?

é claro, você pode buscar alguém que já conheça a prática e aprender com essa pessoa. mas não se preocupe: com o hábito, você pode aprender sozinha! para isso, incorpore alguns rituais bem simples em sua rotina, como escolher uma hora do dia para focar na respiração. uma técnica ótima para iniciantes é:

1. sentar: não, não é pra dançar rebolando até o chão, bb. escolha uma cadeira ou almofada e sente ereta, mas não dura (pode encostar na parede se estiver no chão). no caso da almofada, ache uma posição confortável para as pernas, que podem ser cruzadas. no caso da cadeira, coloque as “palmas” dos pés bem aterradas no chão.

2. e as mãos? no caso das mãos e braços, pode deixar que as mãos caiam suavemente no topo das coxas e os braços no lado do corpo. mas assim, SEMPRE opte pelo conforto - afinal, você vai permanecer um tempo na mesma posição. 

3. olhos fechados ou abertos? depende. se você tem medo de dormir (quem nunca? 😅), pode manter o queixo um pouco abaixado e o olhar desfocado, logo para a frente. se se sentir confortável, feche os olhos. 

4. tente relaxar: pode ser difícil, ainda mais se houverem mil e uma preocupações em sua mente. mas é pra isso que a meditação mindfulness serve. pense consigo - eu mereço esses 15 minutos. (se quiser sossegar, pode colocar um timer antes de começar). você pode começar a relaxar notando as sensações físicas que percebe ao redor.

5. acompanhe a respiração: nossa respiração é viva e mutante, ela está inevitavelmente ligada ao presente. então que tal acompanhar o ritmo dela? perceba como ela passa pelo nariz, como ela ergue o peito, o seu ritmo…

6. ih, me perdi! não tem problema, bb. todo mundo se perde durante a meditação. não estamos acostumadas com o “tédio”, e por isso a nossa mente vaga, volta para as preocupações futuras, relembra conversas passadas. o importante mesmo é perceber que você se perdeu e observar ativamente para onde a sua mente vai. se imagine como uma espectadora dos próprios pensamentos. 

7. me perdi de novo! 😆 isso vai acontecer indefinidamente. o importante é voltar e continuar no presente até quando puder. 

8. conclusão: ou o timer toca, ou você cansou… pode concluir quando quiser. abra os olhos lentamente e se mova também lentamente. agora é só manter o hábito ;)

 

“não tenho tempo”

apesar de eu discordar (porque todo mundo tem 5 minutinhos), muita gente pode dizer que “não tem tempo” para ficar imóvel sem motivos. 

 

1º há motivos - dar tempo para a sua mente é uma maneira incrível de praticar o autocuidado. além disso, a habilidade de parar para se reconhecer no presente dá um brilho lindo para a nossa vida - já pensou uma vida inteira remoendo aquele término de namoro na adolescência? focar no passado geralmente NÃO é saudável, por isso temos o poder de esquecer ;)

2º mindfulness é mais do que sentar & meditar - há várias outras maneiras de se localizar no presente (de forma mais prática, inclusive) e pôr os pés no chão. quase todas as atividades do dia a dia que não requerem foco são ótimas oportunidades para praticar o mindfulness.

 

formas de praticar o mindfulness no dia-a-dia

  • cozinhando
  • cozinhar pode ser um porre para muitas de nós, mas tem gente que ama todo o processo. não importa de que lado da moeda você esteja, esse ato é perfeito para praticar o mindfulness! seja refogando e sentindo os cheiros, mexendo e sentindo o toque dos utensílios, ou até mesmo aguardando a comida ficar pronta enquanto conta a respiração! 

    •  tomando um chá ou café

    você curte uma bebida quente no início ou fim do dia? então curta de verdade! a experiência tanto de preparar, adicionar açúcar ou mel, mexer e beber é cheia de sensações. 5 minutinhos é o que você precisa, antes do resto de sua vida.

    • esfoliando o corpo

     

    me conta aí… tem maneira melhor de se cuidar sem precisar focar e mais cheia de sensações? eu digo que não. a esfoliação é um processo mega benéfico que pode ganhar mais um nível quando feito focando no presente. usar o rose sugar scrub da madamecrème durante o banho, por exemplo, é uma experiência de cheiro e toque singular. as sensações boas não se resumem ao físico, já que o toque pode nos relaxar e acalmar depois de um longo dia. 

    se você prefere esfoliar pela manhã, que tal o almond & carrot xpress scrub da madamecrème? além do cheiro e toque, ele energiza a mente e deixa o corpo pronto para encarar qualquer coisa 🛁

    • lavando os pratos

    eu sei, eu sei - colocar aquela música animada é critério para que lavar pratos seja ao menos tolerável. mas já pensou aproveitar esse mix de sensações para se colocar no presente? o cheiro do detergente, a sensação da água nas mãos, o som dos talheres se chocando… nada romântico ou animador, mas um prato cheio pra quem quer notar o agora ;)


    não importa como: dê-se tempo

     

     

    se mesmo lendo isso tudo você ainda não se convenceu que a meditação mindfulness é pra você, tudo bem. o que importa mesmo é se dar o tempo, tanto fisicamente quanto mentalmente. 

     

    por exemplo, você pode estar de saco cheio do trabalho e querer tirar férias - ótimo! é um tempo só para você. mas todo mundo sabe que, quanto mais perto do final das férias, mais sofrido será o retorno. se é assim pra você - reflita no trabalho em si. o que te faz tão infeliz?

     

    por isso que se dar o tempo é tão importante. refletir sobre o agora e agir sobre o agora é garantir o futuro e reparar o passado <3

     

    espero que tenha te ajudado de alguma maneira - afinal, é para isso que estou aqui. a madamecrème preza pela saúde mental de suas madgirls SEMPRE. 

     

     

    beijos amorosos 💖

    Read more

    mitos e verdades sobre o jejum intermitente e perda de peso

    mitos e verdades sobre o jejum intermitente e perda de peso

    como aliar a rotina de skincare com a vida corrida

    como aliar a rotina de skincare com a vida corrida

    como preparar o bumbum para o verão

    como preparar o bumbum para o verão

    Comments

    Be the first to comment.
    All comments are moderated before being published.